Nosso telefone mudou! Fale conosco pelos números (54) 3698.7000 ou (51) 3181.0289 X

CSS Light Web Gallery

Blog

A importância da indústria para a Sociedade

Como muitas grandes economias do mundo, o Brasil se sustenta em três principais pilares. A agricultura, o setor industrial e o setor terciário, que engloba comércio e serviços.

Mais de 90% dos brasileiros consideram que a indústria tem papel de destaque no desenvolvimento econômico e social do Brasil. O setor aparece em primeiro lugar entre os mais importantes para o crescimento do país, em pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Porque a indústria é importante para o Brasil

- GERAÇÃO DE EMPREGO: A indústria é uma importante fonte de geração de empregos. Mesmo com a crise econômica do país, sendo a indústria um dos setores que mais sofreu, ainda assim ela representa um papel importante no desenvolvimento da economia.

- MELHORIA NO PADRÃO DE VIDA DAS PESSOAS: a geração de emprego pelas industrias é uma oportunidade para os trabalhadores se qualificarem e buscarem conhecimento avançado, o que resulta em uma melhoria financeira e de qualidade de vida.

- DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA/INOVAÇÃO: As industrias trazem para o local onde estão instaladas o progresso e o avanço em inovação e tecnologia, ela sempre buscará e dará espaço para novas visões e ideias.

- REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES REGIONAIS: Uma indústria é sinal de desenvolvimento na região onde está funcionando, o que faz com que determinado estado ou município eleve seu índice de desenvolvimento se igualando as regiões mais desenvolvidas.

A indústria em 2020

Após um 2019 difícil, a indústria brasileira começou a apresentar sinais de recuperação em janeiro deste ano. O faturamento real do setor teve alta de 1,5% na comparação com o mês anterior, e a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) atingiu 78%, elevação de 0,4 ponto percentual ante dezembro – dados dessazonalizados coletados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Mas eis que, subitamente, chegou a crise do novo corona vírus, e todas as previsões otimistas se desfizeram. Agora, a perspectiva é de que o crescimento do país neste ano será negativo, culminando em uma recessão econômica sem precedentes. Neste novo cenário, o setor industrial, maior gerador de empregos do país, será o mais afetado.

Diante deste contexto, a CNI apresentou a autoridades do Executivo e do Legislativo, um conjunto de 37 propostas emergenciais –formuladas em parceria com federações estaduais e com o Fórum Nacional da Indústria (FNI), que congrega 60 associações setoriais– com medidas que o setor considera cruciais para a atenuação dos efeitos da grave crise econômica que se prenuncia no horizonte. As propostas se concentram nas áreas de tributação, política monetária, financiamento, regulação e legislação trabalhista.

A indústria na recuperação do país

Na avaliação de empresários e especialistas, a crise econômica decorrente do novo corona vírus ocorre em um momento crucial para a indústria brasileira. Não apenas com relação ao processo de desindustrialização que ocorreu nos últimos anos, mas também por que há vários desafios ainda a serem vencidos.

Abstraindo a crise atual, é necessário ter em mente que a saúde da indústria será decisiva para que o Brasil consiga se recuperar dos estragos feitos pelo vírus e retomar o caminho do desenvolvimento econômico e social que se prenunciava antes da eclosão da pandemia.

O desenvolvimento de políticas públicas focadas no setor industrial será etapa fundamental para que a economia brasileira consiga voltar a crescer. E esse processo, hoje mais do que nunca, terá que se basear no aumento da produtividade do setor.

Postado por Redação SEIBT
Alterado em: 30/05/2020 14:36